8 sugestões para fazer ao chegar a Santiago.

Chegar a Santiago é um exercício de força de vontade, vitalidade e energia que nos consome durante a caminhada até ao local pretendido. No entanto, quando terminamos o percurso, já na capital Galega, podemos sentir uma sensação de vazio por não saber o que fazer. Por isso, neste artigo, o Caminho Português de Santiago dá-te 8 sugestões sobre o que fazer ao chegar a Santiago de Compostela.

O que fazer ao chegar a Santiago é a pergunta que paira na cabeça de muitos peregrinos quando se apercebem que chegaram à tão aguardada cidade. A escolha é tanta que, por vezes, tende a ser uma sensação arrebatadora. Porque não começar por aproveitar este local histórico para: 

  1. Passear pelas ruas da cidade velha. 

Vais ter de passar por elas para chegar à catedral, por que não as aproveitar um pouco. Todas estas pequenas ruelas contam uma história deste território milenar. Aqui o tempo ainda não passou por completo. Desta forma, as casas fazem-nos imaginar todas as gerações que aqui viveram e fizeram este território. 

Dividida entre antigos museus, igrejas  e outros monumentos, aqui também polvilham cafés  pitorescos perfeitos para descansar os nossos pés.

Rua de San Pedro

A Rua de San Pedro recebe os peregrinos do Caminho Francês. Contudo, é também esta a mais discreta em termos de turismo. Ou seja, podes passear à vontade por esta zona na qual a cultura vive de mãos dadas com o comércio local.

Rua do preguntoiro

Esta ruela é difícil para quem atravessa a cidade de carro, já que é estreita e maioritariamente pedonal. No entanto, podemos atravessar todo o centro histórico por ela, conhecendo a verdadeira Santiago de Compostela.

Praça Cervantes
Se olhares para o topo da fonte, vais encontrar o mais famoso escritor espanhol. Hoje parece algo pequeno, no entanto, já foi o centro de Santiago de Compostela. Aqui era a câmara, um fórum de comércio e até espaço de execuções.  

  1. Ir comer algo 

Afinal estamos na península ibérica e isso quer dizer que se come bem em qualquer restaurante que encontremos. Não é diferente em Santiago de Compostela, já que há muitos restaurantes para irmos descansar as fadigas da longa caminhada que acabámos de fazer. Já a seguir vem o momento mais esperado pelos peregrinos: 

El Merlego

Um pouco afastado do centro histórico. É perfeito para as pessoas que estão a visitar os pontos turísticos da cidade. Em conta, com um menu peregrino delicioso, um atendimento rápido é um espaço simpático que poucos conhecem.  

Restaurante San Clemente

Para os apreciadores de marisco, não há melhor opção do que este tesouro galego. Esta zona é também conhecida pelo seu polvo, por isso é melhor experimentares quando puderes esta especialidade local.  

O Cabalo Branco

O melhor restaurante de tapas e petisco em  Santiago de Compostela. Escondido na Praça da Pescadería Vella é daqueles lugares no qual se fazem as noites que criam memórias. A experimentar e experienciar.  

  1. Ver a arte do compatriota Siza Vieira 

Com um último nome apropriado a este website, o arquiteto português tem várias obras pela paisagem do Caminho de Santiago. Desde a área pedonal em Leça da Palmeira, à Casa de Chá da Boa Nova, em Santiago há 3 exemplos para quem gosta desta arte. O Centro de Arte Contemporânea Galego, a Faculdade de Ciências da Comunicação e, claro, o parque Santo Domingo de Bonaval. Que, por acaso, é mesmo para essa zona que vamos agora. 

  1. Dar um passeio pelo Mercado de Abastos

É o segundo local mais visitado na cidade depois da visita à catedral. É exatamente aquilo que o nome indica, um mercado. Um espaço no qual podemos passear e apreciar as vistas, negociar com os comerciantes e vibrarmos com a sensação de estarmos a fazer compras noutra época, noutro tempo. Aqui também vais poder comprar os alimentos que os melhores restaurantes da região usam para os seus pratos.

  1. Compra recordações para a família

No mercado de Abastos ou em qualquer outra área de Santiago de Compostela, é possível comprar recordações para nós ou para a família e amigos. Com lojas totalmente dedicadas a este tipo de comércio, este é o local indicado para comprar aquele iman para o frigorífico, um azulejo com a seta amarela ou mapa para não te perderes no caminho de volta. 

  1. Visitar os museus 

 Esta cidade não é só o centro político e espiritual da Galiza, é também um centro cultural de excelência em toda a península ibérica. Na catedral, por exemplo, podes visitar todos os museus por apenas 15 euros. Já os restantes, desde o museu do povo galego aos museus de peregrinações a Santiago, têm preços diferentes para cada faixa etária. É caso de ir ver qual se adapta melhor a ti! 

  1. Dá uma voltinha no alameda parque 

No entanto, se preferires relaxar podes optar por aproveitar o parque da alameda. O grande pulmão verde da cidade é perfeito para uma siesta, um piquenique improvisado ou simplesmente para nos deitarmos na relva a ler um livro. Num mar de opções, poucas delas são más.

  1. Continuar até ao fim do mundo 

A chegada a Santiago não quer dizer o fim do Caminho. Apesar deste ser o objetivo de muitos peregrinos, a caminhada é uma constante e podes sempre avançar até Finisterra. Este é um percurso diferente, tanto que podemos encontrar uma marcação com o quilómetro zero também nesta zona. Agora o que fazer quando chegarmos lá fica na decisão de cada um. 

O que fazer: conclusão 

Agora que tens estas ideias do que fazer quando chegares a Santiago de Compostela, podes aproveitar melhor a cidade. Se tiveres oportunidade descansa neste santuário de memória ao apóstolo de jesus e aproveita tudo o que conquistaste até aqui. 

Diz-nos também como foi a tua experiência na cidade! 

1 Response

Leave a Reply